As polémicas sobre o futuro da ADSE

É natural que na gestão de um subsistema com 1,2 milhões de beneficiários haja temas sensíveis. Pela ADSE, que se assume como “a segunda grande entidade financiadora de cuidados de saúde em Portugal”, logo a seguir ao SNS, passam mais de 500 milhões de euros por ano que envolvem os prestadores privados. As decisões tornaram-se mais discutidas desde o ano passado, com a criação do Conselho Geral e de Supervisão, onde estão representados beneficiários, sindicatos e reformados, além do Governo, e que volta a reunir-se já amanhã. Foto: Bruno Colaço/Correio da Manhã.

Ler mais